ÚLTIMA HORA

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Chorando, Eduardo Cunha renuncia à presidência da Câmara dos Deputados

Eduardo Cunha (PMDB-RJ) renunciou nesta quinta-feira (7) à presidência da Câmara dos Deputados. Ele anunciou a decisão em uma coletiva de imprensa, durante a qual chorou.

Agora, a Casa tem cinco sessões para realizar novas eleições para o cargo.

"É público e notório que a Casa está acéfala", afirmou, acrescentando que só sua renúncia poderia pôr fim ao impasse. "Estou pagando um alto preço por ter dado início ao impeachment".

O peemedebista disse que vai continuar defendendo sua inocência e acusou a Procuradoria-Geral da República de agir com seletividade abrindo inquéritos e apresentando denúncias com o intuito de desgastá-lo como presidente da Câmara.

Sua renúncia vinha sendo especulada nas últimas semanas. Cunha quer um acordo dos líderes para antecipar eleição da Câmara para o início da próxima semana. O nome pelo qual ele tem predileção para ocupar o mandato tampão pelos próximos meses é do deputado Rogério Rosso (PSD-DF), mas há pelo menos 12 candidatos informais na Casa para disputar o pleito.

Mais cedo, os boatos de que Cunha renunciaria ainda hoje fizeram com que deputados da Casa começassem a se movimentar. No PRB, por volta de 12h já ocorria uma reunião para articular um candidato à eleição do mandato tampão.

A decisão de enfim deixar o cargo em definitivo ocorreu em reunião na noite de quarta (6), após a divulgação do voto de Ronaldo Fonseca (Pros-DF) na Comissão de Constituição e Justiça, que acatou apenas um dos 16 questionamentos de Cunha à tramitação de seu processo no Conselho de Ética, que recomendou a cassação de seu mandato.

Com a renúncia à presidência da Câmara, Cunha acredita que pode tentar reverter votos na CCJ para fazer o caso voltar ao Conselho de Ética e, quem sabe, salvar seu mandato.

Eduardo Cunha diz 'não tem o que delatar' em entrevista

Cronologia

Relembre a trajetória e as manobras de Eduardo Cunha desde que se tornou presidente da Câmara

1º.fev.2015

Cunha derrota governistas e é eleito presidente da Câmara

3.mar

Procuradoria-geral da República pede que STF abra inquérito contra Cunha e outros 27 políticos

12.mar

À CPI da Petrobras, Cunha nega ter contas no exterior

25.mai

Marcha de movimentos pró-impeachment é recebida por Cunha

16.jul

Delator Julio Camargo diz que pagou propina de US$ 5 mi a Cunha; deputado rompe com governo

20.ago

PGR denuncia Cunha por lavagem de dinheiro e corrupção

17.set

Entrega do pedido de impeachment

30.set

Suíça envia ao Brasil dados de 4 contas secretas de Cunha

13.out.

Psol e Rede pedem cassação de Cunha ao Conselho de Ética

3.nov

Processo é instalado e Fausto Pinato (PRB-SP) escolhido relator

9.dez

Cunha manobra para destituir Pinato e Marcos Rogério (DEM-RO) assume

15.dez

Rogério apresenta parecer contra Cunha; texto é aprovado

16.dez

PGR pede o afastamento de Cunha por obstruir investigações

2.fev.2016

Aliado de Cunha e vice da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA) anula sessão que aprovou parecer

2.mar

Em nova votação, Conselho dá continuidade ao processo

3.mar

Cunha se torna réu no STF; Janot o denuncia por contas na Suíça

17.abr

Câmara aprova impeachment

5.mai

Em votação unânime, STF suspende mandato de Cunha

7.jul

Eduardo Cunha renuncia à presidência da Câmara

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários de cunho pejorativo, obsceno, racista e ofensivo. Comentários abusivos, odiosos ou difamadores de qualquer pessoa ou instituição serão igualmente desconsiderados.

 
Copyright © 2013 - 2016 Cariri da Gente
E-mail de contato: cariridagente@bol.com.br