ÚLTIMA HORA

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

UEPB pode entrar em greve a partir março; professores alegam congelamento de salários

Os professores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) podem entrar em greve a partir do mês de março. A informação é do presidente da Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Paraíba (ADUEPB), Nelson Júnior, que alega perdas salariais e falta de diálogo da instituição e do Estado com os professores.

De acordo com Nelson Júnior, os professores estão com salários congelados e progressões suspensas desde 2016 e sem reajuste significativo desde 2015, quando as remunerações foram aumentadas em 1%.

“Estamos em estado de greve desde o início de dezembro, quando fizemos assembleia da categoria e analisamos todas as perdas que tivemos desde 2015. Não tivemos reajuste no ano passado. Não existe diálogo com o governo, mesmo que tenhamos tentado reuniões para debater a situação da instituição”, afirmou o presidente da ADUEPB.

Outro fator que aumenta a possibilidade de greve dos professores é a redução de uma entrada anual de alunos, que pode ser adotada na UEPB a partir deste ano.

“Também não concordamos com a intenção da reitoria de reduzir a entrada de alunos. Diante de todo esse contexto, iremos visitar os campi da instituição e conversar com alunos e professores para, no fim de fevereiro, promover uma assembleia geral e decidir sobre a possibilidade de greve, que começaria em março”, concluiu Nelson Júnior.

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários de cunho pejorativo, obsceno, racista e ofensivo. Comentários abusivos, odiosos ou difamadores de qualquer pessoa ou instituição serão igualmente desconsiderados.

 
Copyright © 2013 - 2018 Cariri da Gente
E-mail de contato: cariridagente@bol.com.br