ÚLTIMA HORA

sábado, 11 de março de 2017

Ricardo participa da solenidade que marca chegada das águas do Rio São Francisco na Paraíba

O governador Ricardo Coutinho participou, nesta sexta-feira (10), da solenidade que marcou a chegada das águas do Rio São Francisco à Paraíba, através do Eixo Leste do Projeto de Integração do São Francisco, maior obra de infraestrutura hídrica do país.  As águas do Velho Chico percorrem 217 quilômetros do Eixo Leste, atravessando cinco municípios pernambucanos, para chegar às casas dos moradores de Monteiro, cidade paraibana que é a primeira a receber as águas.

O evento contou com a presença do presidente da República, Michel Temer, além de ministros, a vice-governadora Lígia Feliciano, senadores, o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Gervásio Maia, auxiliares do Governo, deputados estaduais e lideranças da região.

Para o governador, a chegada da água do Velho Chico vai modificar o perfil do Semiárido nordestino, trazendo a possibilidade de desenvolvimento econômico para a área. “É um prazer estar aqui em Monteiro presenciando a chegada das águas à Paraíba e a realização de um grande sonho do Nordeste. Esta obra é, sem dúvida, a maior obra hídrica do país e se apresenta em conjunto com ações complementares à transposição, como o canal Acauã-Araçagi, 17 adutoras, saneamento em 11 cidades, além de outras obras para que as águas sejam bem distribuídas e preservadas. A transposição significa o fim do problema da falta de água e vai trazer muito crescimento para o Estado. Essa obra liberta a população da seca, sendo a redenção do povo nordestino”, observou Ricardo.

O governador ainda agradeceu aos últimos presidentes do Brasil que se empenharam para que o Projeto de Integração do Rio São Francisco se tornasse realidade. “Não poderia deixar de lembrar dos presidentes Lula e Dilma Rousseff que fizeram muito pela transposição do Velho Chico. Essa obra vai desenvolver o nosso estado e dar qualidade de vida para a população. Quero também agradecer ao presidente Temer e ao ministro Helder Barbalho pelo trabalho realizado nos últimos meses. Hoje a transposição é uma realidade”, completou.

O presidente Michel Temer ressaltou que a transposição do São Francisco dará uma nova vida para os moradores das regiões castigadas, durante anos, pela seca. “Coube a Monteiro a honra de ser a porta de entrada das águas do São Francisco na Paraíba. Estou feliz em estar aqui e entregar o Eixo Leste desta obra que, desde o império, era debatida, mas só nos últimos anos foi executada. O Velho Chico e o Rio Paraíba vão andar de mãos dadas levando água para os paraibanos. Estas águas vão dar vida às regiões afetadas pela seca”, comentou o presidente.

O Eixo Leste do Projeto de Integração, que trouxe a água para Monteiro, garante abastecimento a cerca de 4,5 milhões de pessoas em 168 municípios nos estados de Pernambuco e da Paraíba. É composto por seis estações de bombeamento, cinco aquedutos, um túnel, uma adutora e 12 reservatórios - estruturas que cruzam os municípios pernambucanos de Floresta, Betânia, Custódia e Sertânia. “Hoje estamos escrevendo um capítulo na história do Brasil que transforma a vida do povo nordestino. Se constrói aqui a oportunidade do povo ter água para melhorar as suas vidas. Quero festejar a conquista e agradecer a todos que trabalharam para que o Projeto de Transposição do São Francisco se tornasse realidade”, comemorou o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho.

Em Monteiro, a água do Velho Chico vai abastecer os açudes São José, Poções e, em seguida, Camalaú. Cerca de 40 dias depois, chegará ao açude Epitácio Pessoa (Boqueirão) que se encontra com apenas 4% da sua capacidade de acumulação. Dessa forma, as águas do Rio São Francisco vão beneficiar cerca de 716 mil habitantes de Campina Grande, Barra de Santana, Caturité, Queimadas, Pocinhos, Lagoa Seca, Matinhas, São Sebastião de Lagoa de Roça, Alagoa Nova, Boqueirão, Boa Vista, Soledade, Juazeirinho, Cubati, Pedra Lavrada, Olivedos, Seridó e Cabaceiras.

Depois de Boqueirão, a água segue para o açude de Acauã, em Itatuba, que pode armazenar até 253 milhões de metros cúbicos de água. O reservatório está com apenas 15,2 milhões de metros cúbicos armazenados. Logo depois, a água vai para o açude de Araçagi, que tem capacidade para em 63,2 milhões de metros cúbicos de água e está com 44 milhões.

“Este é um dia de grande alegria para o povo paraibano. Sabemos da dificuldade e sofrimento da população devido à falta de água. Com a água, chega a segurança hídrica, o desenvolvimento econômico, então é com muita satisfação que vemos as águas do Velho Chico chegarem a Monteiro. Lembrando que o Governo do Estado fez várias obras para que estas águas possam chegar com qualidade às residências dos moradores”, ressaltou a vice-governadora Lígia Feliciano.

A prefeita de Monteiro, Anna Lorena, agradeceu a todos os envolvidos no Projeto da Transposição pelo empenho para concluir o Eixo Leste da obra, beneficiando os moradores do município. “Esse era um sonho do povo e vai matar a sede dos paraibanos. Foi uma obra muito desejada, uma demanda antiga que hoje, com muita alegria, vemos concretizada. Este dia ficará marcado na nossa história”, pontuou.

O agricultor José Francisco comentou que ficou emocionado ao ver as águas chegando até Monteiro. “Faz muito tempo que a gente escuta falar na transposição do Velho Chico. Eu mesmo nem acreditava mais que fosse virar realidade. Me emocionei quando vi a água escorrendo. Eu dependo da agricultura e tenho certeza que agora tudo vai melhorar”, afirmou.

A dona de casa Patrícia Maria foi ver de perto a chegada das águas em Monteiro e não conteve a emoção. “Me deu vontade de chorar ao ver esse canal enchendo de água. É muita felicidade para o povo dessa região saber que agora teremos a água para alegrar a nossa vida”, revelou.

História - A transposição do Rio São Francisco foi pensada no período do império no Brasil, mas foi iniciado em 2007. Cerca  de 5,6 mil trabalhadores atuaram, nesta reta final, nos dois eixos de transferência de água (Norte e Leste), ao longo dos 477 quilômetros de extensão do empreendimento. O projeto beneficia mais de 12 milhões de habitantes de 390 municípios dos estados da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará.

Segundo informações do Governo Federal, as obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco passam pelos seguintes locais no Eixo Norte: Cabrobó, Salgueiro, Terranova e Verdejante (PE); Penaforte, Jati, Brejo Santo, Mauriti e Barro (CE); em São José de Piranhas, Monte Horebe e Cajazeiras (PB). Já no Eixo Leste, o empreendimento atravessa os municípios pernambucanos de Floresta, Custódia, Betânia e Sertânia; e Monteiro, na Paraíba.

O Eixo Norte tem 260 quilômetros de extensão, as obras nesse trecho apresentam 94,52% de execução e estão previstas para serem concluídas no segundo semestre deste ano, após finalização de serviços necessários à passagem da água do rio. A expectativa é de que ela chegue ao reservatório de Jati (CE) e à Região Metropolitana de Fortaleza ainda neste ano.

Utilização das águas - As águas do Rio São Francisco visam, prioritariamente, atender à demanda de abastecimento humano e suprir a necessidade de água para animais. O Projeto de Integração do São Francisco também é considerado um meio de promoção do desenvolvimento regional dos estados beneficiados. Após atender a prioridade de abastecimento, o projeto possibilitará o crescimento econômico, por meio do aproveitamento dos reservatórios locais. Com a chegada do reforço hídrico do São Francisco, a água local pode ser aproveitada para gerar renda e desenvolvimento socioeconômico das famílias nordestinas.

A água do projeto não pode ser utilizada para atividades de lazer. As estruturas dos canais foram projetadas para condução das águas e não para práticas aquáticas. Há um alto risco de afogamento devido a correnteza e a profundidade dos reservatórios.

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários de cunho pejorativo, obsceno, racista e ofensivo. Comentários abusivos, odiosos ou difamadores de qualquer pessoa ou instituição serão igualmente desconsiderados.

 
Copyright © 2013 - 2016 Cariri da Gente
E-mail de contato: cariridagente@bol.com.br