ÚLTIMA HORA

sábado, 6 de maio de 2017

IMPASSE: Oposição vai à Justiça para anular Congresso Estadual do PT

O advogado José Samaroni anunciou na tarde de hoje (6) que vai requerer à Justiça a nulidade do Congresso Estadual do PT, realizado neste sábado (6) no Hotel Ouro Branco, em João Pessoa, no qual o sindicalista Jackson Macedo foi eleito presidente estadual do partido. O resultado não foi aceito pela chapa Muda Partido, de oposição, que realizou um encontro paralelo e elegeu presidente o deputado Anísio Maia.

Segundo Samaroni, a atual direção partidária, que integra a tendência (CNB – Construindo um Novo Brasil), liderada pelo ex-presidente Lula, descumpriu duas ordens judiciais e se recusou a credenciar os delegados da chapa oposicionista, que o advogado garante ter vencido o Processo de Eleição Direta (PED) realizado no dia 12 do mês passado.

Apoiada pelo deputado federal Luiz Couto e os estaduais Anísio Maia e Frei Anastácio, a vitória da chapa Muda Partido no PED foi reconhecida pelo juiz Keops Vasconcelos, da 15ª Vara Cível de João Pessoa. Em duas liminares, o magistrado atestou que nas eleições de abril último 3.197 votos (de um total de 6.647 votos) foram dados à oposição.

Com aquela votação, os oposicionistas teriam direito a 120 delegados no Congresso Estadual, mas os atuais dirigentes partidários acataram um recurso contra o resultado eleitoral e excluíram os votos obtidos pela chapa Muda Partido nos municípios de Areia, Alagoinha, Casserengue, Lagoa de Dentro, Juarez Távora, Bananeiras e Bayeux.

Com isso, uma recontagem baixou para 2.597, de um total geral de 5.863, os votos da oposição. A Justiça entendeu, contudo, que o resultado inicial deve ser mantido e ordenou à direção do PT acatar a vitória da chapa Muda Partido no PED de abril. Mas essa determinação não foi respeitada, observou Samaroni, que representa Couto, Anastácio e Anísio na ação que tramita na 15ª Vara Cível da Capital.

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários de cunho pejorativo, obsceno, racista e ofensivo. Comentários abusivos, odiosos ou difamadores de qualquer pessoa ou instituição serão igualmente desconsiderados.

 
Copyright © 2013 - 2016 Cariri da Gente
E-mail de contato: cariridagente@bol.com.br