ÚLTIMA HORA

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Energisa flagra fazendeiros, médicos e empresários roubando energia na Paraíba

Equipes de fiscalização da Energisa realizaram operações de combate ao furto de energia no começo do mês de dezembro na área rural de Boqueirão (no Cariri paraibano) e de Pedras de Fogo, em Pombal e São Bentinho. Durante as averiguações foram constatados furto de energia em diversas propriedades de grande e médio porte.

Na área rural de Boqueirão foram inspecionadas 25 Unidades Consumidoras (UCs). Dessas inspeções foram localizadas duas unidades com desvio, sendo uma residência e um sistema de irrigação clandestino. O morador da propriedade foi conduzido à delegacia e o proprietário intimado pela polícia. Ficou constatado que essas duas UCs são suspeitas de desviar cerca de 31 MWh, o que representa um prejuízo de R$ 18 mil reais.

Na cidade de Pombal foram identificadas quatro unidades furtando energia. Entre elas uma indústria, um centro médico e duas residências de alto padrão. Em São Bentinho, um depósito de bebidas cometia o delito. E na zona rural de Pedras de Fogo, o proprietário de uma fazenda desviava energia para alimentar um transformador de 112,5 KVA e uma bomba de 100 CV.

Os autores desses crimes podem pegar até oito anos de prisão, conforme o Artigo 155 do Código Penal. De acordo com a Energisa, o desvio de energia acaba sendo pago por todos os clientes, uma vez que parte do valor é acrescido à tarifa.

Segundo Fabrício Sampaio, gerente do Departamento de Combate a Perdas da Energisa na Paraíba, os desvios praticados somente por estas unidades consumidoras correspondem ao consumo mensal de 2.690 residências com consumo médio de 120 kWh. “A estimativa é que, somente nas apreensões deste mês, tenham sido desviados cerca de 322 MWh, o que representa uma perda de R$ 50 mil reais na arrecadação de ICMS”, revela Fabrício.

Além de ser crime, o furto de energia impacta na qualidade do fornecimento e oferece riscos à segurança. Denúncias podem ser feitas em qualquer canal de atendimento da Energisa de forma anônima.

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários de cunho pejorativo, obsceno, racista e ofensivo. Comentários abusivos, odiosos ou difamadores de qualquer pessoa ou instituição serão igualmente desconsiderados.

 
Copyright © 2013 - 2018 Cariri da Gente
E-mail de contato: cariridagente@bol.com.br