ÚLTIMA HORA

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Aposentados são vítimas de novo golpe do cartão na Paraíba

A Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa (DDF) está apurando um novo golpe que vem vitimando aposentados paraibanos. O crime é praticado por bandidos que se passam por funcionários de banco e conseguem as senhas e os chips de cartões das vítimas.

Conforme a delegada Vanderleia Gadi, o golpe acontece quando os bandidos ligam para às vítimas, se passando por funcionários de banco, e informam que o cartão da vítima estava clonado.

“O golpe acontece com certa frequência, mas de sexta-feira para hoje recebemos diversas denúncias de vítimas. Os bandidos se passam por funcionários de banco e dizem às vítimas que o cartão delas foi clonado. Eles pedem que os aposentados liguem para um telefone que é a central do banco, mas quando essa ligação é feita ela é repassada para uma central telefônica usada pela quadrilha”, disse a delegada.

Após a ligação ser repassada para os bandidos, eles pedem que a vítima digite a senha do cartão no telefone e que quebrem o cartão para ‘evitar fraudes’. Depois, a vítima é orientada a fazer uma carta que supostamente será entregue a polícia informando sobre a clonagem.

“Depois que a vítima digita a senha no telefone, quebra o cartão e escreve a carta os golpistas informam que vão enviar um motoboy para recolher o cartão na casa da vítima. Após esse recolhimento é que o crime se concretiza, pois os bandidos estão cientes da senha do cartão e caso a vítima não quebre o chip eles o reutilizarão em outro cartão, comprando diversos objetos e deixando os aposentados no prejuízo”, comentou a delegada.

Ainda conforme a delegada, a polícia já conseguiu identificar um possível suspeito do crime, que teve o pedido de prisão solicitado, mas negado pela Justiça.

Orientações

A delegada informou que todos os bancos, privados ou públicos, não ligam para os clientes informando sobre fraudes ou solicitando a quebra dos cartões. Além disso, o atendimento cliente-banco é feito diretamente com os gerentes.

“As pessoas precisam saber que nunca os bancos vão ligar solicitando senhas ou quebra de cartão. Caso qualquer pessoas receba uma ligação de pessoas se dizendo ser funcionários de  banco elas devem desligar o telefone e entrar em contato com o bando e a DDF informando sobre a tentativa de crime”, finalizou a delegada.

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários de cunho pejorativo, obsceno, racista e ofensivo. Comentários abusivos, odiosos ou difamadores de qualquer pessoa ou instituição serão igualmente desconsiderados.

 
Copyright © 2013 - 2018 Cariri da Gente
E-mail de contato: cariridagente@bol.com.br