ÚLTIMA HORA

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Prefeitura de Sumé esclarece informações a respeito de fechamento de escolas

NOTA OFICIAL
Prefeitura de Sumé esclarece informações distorcidas a respeito de fechamento de escolas

A Prefeitura Municipal de Sumé, através da Secretaria de Educação, vem a público esclarecer informações que circulam na cidade e em redes sociais, em sua maioria notícias falsas, a respeito do fechamento de escolas da zona rural do Município de Sumé.

A proposta pedagógica desenvolvida para as escolas do campo do município de Sumé tem como foco a convivência com o semiárido e os princípios da Educação do Campo, propondo uma educação que seja vinculada à formação do ser humano e da valorização do contexto de vida dos educandos.

Para o ano de 2018 foi proposto novos projetos de nucleação e de oferta da Educação do Campo em tempo semi-integral, visando melhorar o acesso e a qualidade na educação de forma organizacional e com o bom uso dos recursos públicos, organizando o sistema de ensino com relação a número de alunos / professor, bem como o quantitativo mínimo de alunos por série para funcionamento de uma unidade escolar.

Assim, os estudantes das comunidades de Carnaúba e Pitombeira passaram a ser atendidos na Escola Manoel Inácio da Silva, localizada no sítio Poço da Pedra. Antes da nucleação, a escola da Pitombeira possuía cerca de 18 alunos nas mais variadas séries/anos, e da Carnaúba, que era um anexo da Rodolfo Santa Cruz, já não contava mais como escola, pois possuía somente 14 alunos, ou seja, ambas não atendendo mais à relação número de alunos/professor, além disso, ao realizar as projeções futuras, percebia-se que os números de alunos sempre decresciam. Hoje todos estão sendo atendidos na Manoel Inácio fazendo um total de 68 estudantes.

Também foi necessário exercer ação redistributiva para os estudantes do Assentamento Mandacaru, que foram nucleados para a Escola João de Sousa, no sítio Conceição, esta que também funciona na proposta de educação contextualizada para a convivência com o semiárido.

Para atender os educandos com qualidade e conforto, estas escolas passaram por ampliação e reforma.

Diferentemente do que está sendo propagado, para que a nucleação destas escolas pudessem ser feitas, as adaptações foram deliberadas com o Conselho Municipal de Educação. Na Escola Manoel Inácio, no Poço da Pedra, o Conselho aprovou a nucleação em tempo semi-integral, atendendo das 07h às 15h, conforme estabelece a META 6, do Plano Nacional de Educação.

Ressalta-se que a Prefeitura de Sumé não retirou e não obrigou os alunos do campo a serem transferidos para escolas da zona urbana, pelo contrário, a proposta de nucleação destas escolas foi construída de maneira que os estudantes continuem no campo, vivenciando a sua realidade, mantendo a grade curricular específica para as peculiaridades da zona rural.

Ao mesmo tempo foi feito plano de rota do transporte escolar para estes alunos, de maneira que está assegurada a locomoção dos mesmos no menor tempo possível no percurso residência-escola, do campo para o campo, com a presença de um cuidador dentro do transporte escolar.

Realçamos que o processo de nucleação das escolas da zona rural é um fenômeno de ordem nacional, o que busca de forma legal e organizacional, o melhor atendimento e o fortalecimento da Educação no Campo. Vale ressaltar que tal processo não é exclusivo do Brasil, haja vista que esse modelo foi realizado com outras nomenclaturas em países como Estados Unidos, Costa Rica, Índia, Irã, Colômbia e Canadá.

Prefeitura Municipal de Sumé
21/02/2018

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários de cunho pejorativo, obsceno, racista e ofensivo. Comentários abusivos, odiosos ou difamadores de qualquer pessoa ou instituição serão igualmente desconsiderados.

 
Copyright © 2013 - 2018 Cariri da Gente
E-mail de contato: cariridagente@bol.com.br