ÚLTIMA HORA

terça-feira, 10 de julho de 2018

Cristiano Ronaldo deixa o Real Madrid e fecha com a Juventus

O craque português Cristiano Ronaldo é o novo reforço da Juventus (ITA). A saída do Real Madrid (ESP) e o acerto com os italianos foi anunciado pelo clube espanhol em um comunicado oficial.​

“O Real Madrid comunica que, atendendo à vontade e ao pedido expressados pelo jogador Cristiano Ronaldo, acordou sua transferência à Juventus. O Real Madrid será sempre sua casa”, diz o texto publicado pelo Real Madrid no site do clube.

O diário espanhol Marca fala em uma transferência de 105 milhões de euros.

Ronaldo conquistou 16 títulos com a camisa do Real desde que chegou a Madri, em 2009: quatro Ligas dos Campeões (três delas seguidas), três Mundiais Interclubes, dois Campeonatos Espanhóis, duas Copas do Rei, duas Supercopas Espanholas e três Supercopas Europeias.

Tornou-se também o maior artilheiro da história do clube, com 450 gols em 438 jogos.

Nos anos em que defendeu o time espanhol, foi eleito quatro vezes o melhor jogador do mundo, que se somam à outra Bola de Ouro conquistada pelo português, em 2008, ainda defendendo o Manchester United (ING).

Ronaldo publicou uma carta de agradecimento ao Real Madrid no site oficial da equipe.

“Foram 9 anos absolutamente maravilhosos. Foram 9 anos únicos. Foram para mim um tempo emocionante, repleto de consideração ainda que duro porque o Real Madrid é de altíssima exigência, mas sei muito bem que não poderei esquecer jamais que aqui desfrutei do futebol de maneira única”, diz um trecho da carta do jogador.

Cristiano Ronaldo passa férias na Grécia depois de ter sido eliminado da Copa do Mundo da Rússia com a seleção de Portugal.

Heptacampeã italiana, a Juventus vê na contratação de Cristiano Ronaldo um avanço importante no projeto do clube de conquistar novamente a Liga dos Campeões, que não vence desde 1996.

Dominante no cenário nacional, a equipe italiana vem batendo na trave nas últimas temporadas quando o assunto é a glória europeia. Foi vice-campeã da Liga dos Campeões em 2015, contra o Barcelona, e em 2017, justamente diante do Real Madrid de Ronaldo.

O português, inclusive, tem a Juventus como sua vítima favorita no campeonato europeu. De seus 105 gols na competição, 10 foram sobre os italianos, sua melhor marca contra qualquer oponente no torneio.

Na última edição da Liga dos Campeões, Real Madrid e Juventus se enfrentaram pelas quartas de final.

No jogo de ida, os espanhóis venceram por 3 a 0 e Cristiano Ronaldo marcou um golaço de bicicleta. “Seguramente é meu melhor gol”, disse o então camisa 7 do Real após a partida.

O português foi aplaudido de pé pela torcida da equipe de Turim, que agora terá o craque defendendo a sua camisa.

Contudo, apesar da admiração dos torcedores de sua nova casa, o português já enfrenta o primeiro foco de resistência na sua ida à Itália.

Trabalhadores da montadora de automóveis Fiat, que pertence aos donos da Juventus, são contra a chegada de Ronaldo ao clube.

“É uma vergonha. Há dez anos que os operários da Fiat não têm aumentos no salário-base e, além disso, há problemas nas fábricas. Em Pomigliano, por exemplo, só trabalhamos 11 ou 12 dias por mês. Com o que vão gastar em Ronaldo, podiam aumentar cada trabalhador em 200 euros”, declarou Gerardo Giannone, há 18 anos na Fiat, em entrevista à agência italiana de notícias DIRE.

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários de cunho pejorativo, obsceno, racista e ofensivo. Comentários abusivos, odiosos ou difamadores de qualquer pessoa ou instituição serão igualmente desconsiderados.

 
Copyright © 2013 - 2018 Cariri da Gente
E-mail de contato: cariridagente@bol.com.br