ÚLTIMA HORA

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Caos na Saúde: Vereadora denuncia falta de médicos em postos de saúde de Camalaú

A vereadora de Camalaú, Aldenice Chaves, disse nesta quinta-feira (23), que a saúde do município de Camalaú vive um caos, com falta de médicos nos postos de saúde do município e outros profissionais de saúde.

A vereadora Nicinha, como é mais conhecida, afirmou que atualmente o município está sem médicos nas duas Equipes de Saúde da Família, pois no PSF-1, a médica que trabalha no município desde a gestão do ex-prefeito Jacinto, entrou de férias ,e o PSF-2 da zona urbana, está sem médico, pois o que prestava serviços não se submeteu a trabalhar como a atual gestão exige, fora dos padrões da Estratégia de Saúde da Família, fato que o motivou a ir embora da cidade, segundo afirma a vereadora.

Diante disso, o caos se instalou principalmente para as pessoas que fazem uso de medicamentos contínuos ou controlados.

“Estas, estão com as ‘mãos na cabeça’ sem saber o que fazerem, quem tem melhor poder aquisitivo vai para outras cidades, tiram parte de seu sustento para pagarem consultas particulares, e os que não podem, estão ao ‘Deus dará’ sem nenhuma assistência, disse a vereadora.

Nicinha ainda disse que recebeu relatos de pacientes que quando procuram a Unidade Básica de Saúde, com relação a medicamentos controlados, a pouca medicação existente lá, é fornecida de acordo com a “cara da pessoa”.

“Isso é uma demonstração clara que o Governo Municipal não é para todos como deveria ser”, disse a parlamentar.

Outro grande problema segundo a vereadora, refere-se às gestantes, pois estas estão muito prejudicadas, impossibilitadas de realizarem o pré-natal devido a falta do profissional de enfermagem que no momento não tem para esse tipo de serviços.

“Houve casos de gestantes que foram apelar para o vizinho município de São João do Tigre. A coisa é séria, pois nem sempre é disponibilizado transportes para deslocamento de pacientes quando precisam, principalmente para o Hospital de Monteiro que é a principal unidade hospitalar de referência. Ainda, reportando-se a falta de profissionais, o PSF-1 que é o da zona rural está sem dentista, segundo relatos de paciente que me procuram, que no setor de odontologia é constante a falta de material e insumos para tratamento dentário”, falou Nicinha.

“Diante desse quadro, solicito urgentes providências, principalmente por saber que no início da gestão o médico concursado Dr. Walfredo da Costa que há mais de 12 anos prestava relevantes serviços ao município, foi e perseguido e pressionado que chegou ao ponto de pedir demissão. Quem perdeu e se prejudicou com tudo isso, foi a população que está sentindo na pele os efeitos desse descaso”, finalizou a vereadora Aldenice Chaves.

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários de cunho pejorativo, obsceno, racista e ofensivo. Comentários abusivos, odiosos ou difamadores de qualquer pessoa ou instituição serão igualmente desconsiderados.

 
Copyright © 2013 - 2018 Cariri da Gente
E-mail de contato: cariridagente@bol.com.br